Triste despedida de um gênio da bola
25/11/2020 17:27 em Novidades

Ah, 2020... 

 

La Mano de Diós. Igreja Maradonista(ou Maradoniana). Coca. Álcool. Confusões em campo e fora de campo. Genial. Genioso. Um dos melhores. Para alguns Argentinos, melhor que Pelé, com direito a musiquinha chiclete.  A habilidade circense e objetiva o coloca entre os maiores jogadores de futebol de todos os tempos.  Talvez nunca saibamos ao certo o quanto as drogas contribuíram para uma melhor (ou pior) performance.  Eu gostava de vê-lo jogar.  Um Artista da bola.  Que infelizmente sucumbiu às drogas e às suas consequências. Até o fim elas o perseguiram. E, certamente, em função dos prejuízos graves que elas deixaram no organismo de Dom Diego, aceleraram sua passagem para o próximo campo da vida.  O Tango, música tradicional dos hermanos argentinos, vai tocar em todo o mundo, com seu ritmo de choro e de magia.  Adiós, Dom Diego Armando Maradona.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!